Menu

Rússia exige que Turquia leve à prisão assassino de piloto do Su-24

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, pediu à Turquia que leve à prisão o grupo de pessoas responsável pelo assassinato do piloto Oleg Peshkov, que foi raptado quando descia de paraquedas após ter seu Su-24 derrubado por caças turcos em espaço aéreo sírio.

 2854355
Zakharova afirmou que Alparslan Celik e seus associados devem ser responsabilizados pelo assassinato do piloto russo Oleg Peshkov e levados à Justiça.

“Exigimos que as autoridades turcas tomem medidas imediatas para prender Alparslan Celik e seus seguidores e levá-los à Justiça pelo assassinato do piloto russo, assim como por participarem de hostilidades junto a grupos armados ilegais no território de um país estrangeiro.”

Segundo a Russia Today, Celik é um cidadão turco, que parece ser filho do prefeito de Keban, uma pequena cidade na província turca de Elazig. Celik também pode ser integrante dos Grey Wolves, organização ultranacional de jovens, também classificada como neo-fascista. Outros relatos dão conta de que Celik é comandante do grupo rebelde Turcos Sírios, que supostamente abriram fogo contra Peshkov quando o piloto ainda estava no ar, descendo de paraquedas.

O avião russo Su-24 foi derrubado por um caça turco em espaço aéreo sírio no mês de novembro. A Turquia alegou ter abatido a aeronave russa porque esta haveria violado o espaço aéreo turco. Tanto o Estado Maior russo quando o Comando de Defesa Aérea da Turquia confirmaram que o bombardeiro russo nunca entrou no espaço aéreo da Turquia.

O presidente russo, Vladimir Putin, chamou o ataque de “punhalada nas costas”. As autoridades de Moscou exigem uma investigação, mas o governo turco não tomou medidas firmes até agora.

Lane Mello
Fundador e Editor da Fatos Militares. Jovem mineiro, apaixonado por História, futebol e Games, Dedica seu tempo livre para fazer matérias ao site.

Facebook

Bravulink

Cupom de 10% de desconto em todas as compras : fatosmilitares

M.Books