Menu

B-52 dos EUA sobrevoa Coreia do Sul após teste nuclear da Coreia do Norte

Sobrevoo é demonstração de força após 4º teste nuclear norte-coreano.
Coreia do Norte provavelmente vai ver o desembarque como uma ameaça

800

Um poderosa aeronave de bombardeio norte-americana B-52 voou neste domingo (10) sobre a Coreia do Sul, em uma demonstração de força após o quarto teste nuclear da Coréia do Norte, informou a AP.

O bombardeiro de longo alcance, que é capaz de lançar armas nucleares podia ser visto voando sobre a Força Aérea Osan, base ao sul de Seul, capital da Coreia do Sul. A Coreia do Norte provavelmente vai ver o desembarque como uma ameaça.

Qualquer movimento norte-americano em relação à energia nuclear enfurece a Coreia do Norte. Após o terceiro teste nuclear norte-coreano em 2013, os EUA também enviaram seus aviões de guerra mais poderosos para treinos com a Coreia do Sul.

Coreia do Norte diz que propaganda do Sul deixa ‘à beira da guerra
Emissões transmitidas por alto-falantes pela Coreia do Sul mirando a Coreia do Norte trazem os rivais “à beira da guerra”, disse um importante oficial norte-coreano, na primeira reação do país à barragem sonora ao longo de sua fronteira.

O quarto teste nuclear da Coreia do Norte, na quarta-feira (6), irritou tanto os Estados Unidos quanto a China, que não foi avisada com antecedência.

A Coreia do Norte anunciou na quarta ter feito um teste bem-sucedido com uma miniatura de bomba de hidrogênio (a bomba H ou bomba termonuclear). O uso da arma ainda não foi confirmado por outros países, mas foi registrado um terremoto na área onde os norte-coreanos já fizeram outros testes nucleares. Segundo autoridades da Coreia do Sul, ele foi provocado artificialmente por uma explosão.

No entanto, o governo dos EUA e especialistas em armas duvidam das alegações da Coreia do Norte de que o dispositivo que explodiu era uma bomba de hidrogênio.

Em retaliação ao teste, a Coreia do Sul ativou na sexta-feira (8) uma ensurdecedora barragem de propaganda. A última vez que a Coreia do Sul utilizou os alto-falantes, em agosto de 2015, desencadeou troca de balas.

“Com inveja do teste bem-sucedido de nossa primeira bomba de hidrogênio, os EUA e seus seguidores estão levando a situação à beira da guerra ao dizer que retomaram transmissões psicológicas e acionaram bombardeiros estratégicos”, disse o chefe do departamento de propaganda do Partido dos Trabalhadores, Kim Ki Nam.

Lane Mello
Fundador e Editor da Fatos Militares. Jovem mineiro, apaixonado por História, futebol e Games, Dedica seu tempo livre para fazer matérias ao site.
Receba todas nossas noticias.

Facebook

Bravulink

Cupom de 10% de desconto em todas as compras : fatosmilitares

Rede Sociais

  • 340 posts
  • 10 comments
  • 0 followers
  • 0 fans
  • 0 subscribers
  • 0 followers