Graf Zeppelin foi o único porta-aviões da Alemanha nazista a ser “construído” na Segunda Guerra Mundial. Foi um sonho não concluído da Kriegsmarine de ter esse tipo de navio em combate.

Quando a Guerra estourou o Graf Zeppelin estava cerca de 85% concluído. A escassez de materiais e mão-de-obra, levou à paralisação da construção do Graf Zeppelin em abril de 1940. Com à paralisação do projeto, a Alemanha se concentrou na construção da frota de submarinos do Almirante Karl Doenitz, até esse momento as armas do Graf Zeppelin, já instaladas foram removidas e colocadas na Noruega para defesa costeira.

EM 1935, HITLER ANUNCIOU QUE A ALEMANHA IRIA CONSTRUIR PORTA-AVIÕES PARA REFORÇAR A KRIEGSMARINE (MARINHA DE GUERRA DA ALEMANHA NAZISTA.). ESSA DECISÃO ERA PARA FAZER FRENTE A MARINHA BRITÂNICA, QUE TINHA VÁRIOS PORTA-AVIÕES EM OPERAÇÃO ANTES DO INÍCIO DA GUERRA.

Dois anos mais tarde, os trabalhos no navio recomeçaram, mas por conta do grande avanço tecnológico da época, os Messerschmitts e Stukas designados para o navio já estavam completamente obsoletos.

Descrição do Porta aviões Graf Zeppelin

Em 1943, Hitler estava enfurecido com a Kriegsmarine. Raeder pediu seu afastamento definitivo e então o submarinista, Doenitz, assumiu o comando da Marinha alemã. dando fim ao sonho do porta-aviões alemão.

Graf Zeppelin foi ancorado em Stettin (hoje na Polônia), onde ficou até o fim da guerra, sem nunca ter entrado em operação.

O PORTA-AVIÕES RECEBEU ESSE NOME EM HOMENAGEM AO CONDE FERDINAND VON ZEPPELIN, PAI DOS ENORMES DIRIGÍVEIS ALEMÃES.

Com a guerra em seus pés, Wolfgang Kähler deu a ordem para explodir o navio para evitar que ele caia nas mãos dos soviéticos. Especialistas da marinha soviética levaram um ano para desencalhar o navio e rebocá-lo ate Swinemünde. Em seguida foi carregado com enormes quantidades de produtos e seguiu viajem para à URSS.

Vejam: Horten Ho 229 – Armas secretas de Hitler

Os soviéticos tinham um grande interesse em desenvolver uma aviação naval, sendo assim, estudaram o Graf Zeppelin, havendo até proposta de terminar sua construção.

Em 1947, Graf Zeppelin foi afundado em exercícios militares da marinha soviética durante a qual serviu de alvo, entretanto existe diversas versões sobre seu afundamento, como a que ele afundou depois de colidir com uma mina.

Em julho de 2006, peritos da marinha polonesa identificaram um casco afundado a 90 metros de profundidade. Segundo a Marinha polonesa, não resta a menor dúvida de que o casco encontrado ao norte do porto de Wladyslawowo pertenceu ao porta-aviões alemão.

  • Lauro Patzer

    Iniciativa louvável. Conteúdo histórico útil para estudantes e interessados nos assunto.

    • Lane Mello

      Talvez a guerra poderia ter tomado um rumo diferente se os alemães tivessem os porta-aviões.