O AT-26 Xavante é uma aeronave monomotora a jato para o treinamento militar, fabricado sob licença pela Embraer. Na década de 80, a Embraer inicio um projeto para substituir os Xavantes da FAB.

Procurando um substituto para o AT-26 Xavante que estavam chegando ao final da sua vida útil, a Embraer começou o desenvolvimento de um projeto que pudesse atender as necessidades de um treinador avançado, visto que o projeto de uma aeronave de ataque ao solo já estava em andamento, em conjunto com a Alenia Aermacchi, que resultaria no futuro AMX. Baseando-se no projeto do AMX, o futuro avião seria capaz de cumprir as funções de defesa aérea e treinamento, permitindo um desenvolvimento semelhante ao adotado pelo F-5.

O dia em que o AT 26 Xavante abateu um F-16 da USAF

Pensado em ser uma aeronave de baixo custo, mais leve e com uma configuração que lhe permitisse a voar em velocidades entre Mach 1,5 e 1,7, com base em dados fornecidos pela Embraer em 1988. Esta configuração permitiria a produção em massa da aeronave, podendo atender as necessidades da FAB e também de clientes externos que utilizavam o F-5. Com base também no Tornado europeu, o Embraer MFT-LF possuía potencial para suprir as necessidades da FAB até a entrada do programa FX e permitiria o desenvolvimento de aviões de combate de quarta geração.Primeiro esboço do substituto do AT-26 Xavante - Fatos Militares

O governo brasileiro não queria financiar o programa sozinho e procurava um parceiro para ajudar no projeto. Com o fim da Guerra Fria, não houve países interessados e o projeto acabou sendo abandonado. Olhando o cenário atual, esta decisão do governo resultou em um erro estratégico, pois o avião poderia sanar as necessidades de defesa do país por anos com baixo custo. Este episódio foi considerado um dos maiores erros do governo brasileiro em relação à defesa.Esboço do substituto do AT-26 Xavante armado - Fatos Militares

 

Tipo: Projeto de Caça e Treinador Avançado Monoposto / Biposto.
Motor: 1 Rolls-Royce/Snecma M45H de 3.500kg de empuxo. Performance: velocidade máxima: 1.600km/h; ascensão a 6.000m: N/D; teto operacional: N/D; alcance: N/D. Pesos: vazio: N/D; máximo na decolagem: N/D. Dimensões: envergadura: 8,70m; comprimento: 11,25m altura: 4,03 m. Armamento: N/D.