Um grupo de navios da Frota do Pacífico está regressando ao porto de origem no Extremo Oriente da Rússia depois de realizar exercícios de defesa antiaérea no oceano Índico, disse o Ministério da Defesa russo nesta terça-feira (29).

 1504028
Os navios da Frota do Pacífico que participaram das manobras russo-indianas visitaram ainda portos da Indonésia e Omã, diz o serviço de imprensa naval.

“Um destacamento de navios da Frota do Pacífico, sob comando do contra-almirante Aleksandr Yuldasev, composto pelo destróier Bystry, o navio-tanque Boris Butoma e o navio-rebocador de resgate Alatau, entrou no oceano Pacífico e, depois de ter visitado o porto indonésio de Tanjung Priok, tomou rumo ao porto de origem (Vladivostok)”, diz-se no comunicado.

No quadro de uma missão no oceano Índico, o cruzador de mísseis Varyag efetuou o reabastecimento de água e víveres no porto de Salalah, em Omã, entre 24 e 26 de dezembro.

Durante a missão, os navios efetuaram treinamentos de defesa antiaérea, dos grupos antiterroristas, manobras de combate. As tripulações treinaram ainda ações de sobrevivência e reabastecimento em alto mar.

Anteriormente havia sido divulgado que o destacamento de navios da Frota do Pacífico tinha saído da cidade de Vladivostok em 2 de novembro 2015 e tomado rumo ao porto de Vishakhapatnam (Índia) onde entre 6 e 12 de dezembro tomaria parte das manobras navais Indra Navy-2015, junto com a Marinha da Índia.