O grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico; proibido na Rússia e em diversos países) decidiu reduzir pela metade o salário dos seus combatentes devido às grandes perdas econômicas resultantes da intensificação dos ataques internacionais antiterroristas.

 2308105
“Dadas as circunstâncias extraordinárias que enfrenta o Estado Islâmico, foi decidido reduzir à metade os soldos pagos aos seus militantes. Ninguém pode ficar isento dessa decisão, independente do seu posto”, informaram as autoridades financeiras da organização através de um comunicado oficial, reproduzido pelo Independent.Segundo o diário britânico, no último dia 11, o centro de distribuição de moedas do Daesh, localizado próximo à cidade de Mosul, no Iraque, sofreu um intenso bombardeio por parte de caças da coalizão internacional que luta contra os terroristas na região, resultando em uma perda estimada em milhões de dólares. 

“Tendo em conta todos os bombardeios que temos realizado contra a infraestrutura econômica e as fontes de ingresso dos terroristas, vocês podem estar seguros de que o Estado Islâmico está sentindo a força dos ataques no seu talão de cheques”, declarou o chefe do Comando Central dos EUA, general Lloyd J. Austin.