O homem mais procurado do mundo, Abul Bakr al-Baghdadi, teria sido morto em ataque aéreo durante reunião do ISIS.

A Rússia afirmou nesta sexta-feira que matou o líder do ISISAbul Bakr al-Baghdadi e outros líderes em um ataque no final de maio.

A informação ainda não foi confirmada pelos EUA; em uma declaração enviada por e-mail a Fox News, o coronel do exército Americano Ryan Dillon disse que o Pentágono não​ pôde assegurar a veracidade  das informações sobre o ataque russo até este momento. O Ministério da Defesa russo disse na sexta-feira que Al Baghdadi foi morto em um ataque aéreo​ russo no final de maio, juntamente com outros comandantes do grupo sênior. O Ministério afirma que o ataque realizado em 28 de maio, que visou uma reunião da ISIS realizada nos subúrbios de Raqqa na Síria, também matou cerca de 30 Líderes militantes de nível médio e cerca de 300 outros combatentes. O ataque teria ocorrido quando os líderes do ISIS se reuniam para discutir a retirada do grupo de Raqqa, cidade que é considerada a capital do grupo terrorista.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos já havia oferecido 25 milhões de dólares para informações que ajudassem a determinar a localização de Al Baghdadi. O departamento diz que, sob a liderança de al-Baghdadi, o ISIS foi responsável por milhares de mortes no Oriente Médio, incluindo cidadãos americanos e ataques terroristas em outros lugares. Em abril, ele teria evitado a captura por forças especiais escapando através de um alçapão. Os EUA Acreditam que o líder terrorista esteja escondido.