Conheça alguns fatos importantes sobre a Guerra do Kosovo


Um dos principais motivos da Guerra do Kosovo é que os Sérvios consideram Kosovo seu berço religioso e cultural, e não queriam a separação de Kosovo da Sérvia e Iugoslávia.

1– A Guerra do Kosovo foi travada na província sérvia do Kosovo entre 1998 a 1999. Os albaneses étnicos que vivem no Kosovo enfrentaram a pressão dos sérvios lutando pelo controle da região. Os albaneses também se opuseram ao governo da Iugoslávia, que foi constituído pela Sérvia moderna, Montenegro, Eslovênia, Bósnia-Herzegovina, Croácia e Macedônia.

2– Os albaneses muçulmanos eram a maioria étnica no Kosovo. O presidente da Sérvia, Slobodan Milosevic, recusou-se a reconhecer os direitos dos muçulmanos pois Kosovo era uma área sagrada para os sérvios. Ele planejou substituir a língua e a cultura albanesas pelas sérvias.

3– A comunidade internacional não conseguiu abordar a tensão entre os albaneses e os sérvios. Ao fazê-lo, eles descuidadamente apoiaram radicais na região. Os albaneses étnicos no Kosovo formaram o Exército de Libertação do Kosovo (ELK) no início da década de 1990. O grupo militante iniciou ataques contra a polícia e os políticos da Sérvia, ate se envolveu em uma revolta total em 1998.

Soldados do ELK em Pristina - 1999
Soldados do ELK em Pristina – 1999

4– As forças sérvias e iugoslavas tentaram combater o crescente apoio do ELK através de táticas e violência opressivas. O governo destruiu aldeias e obrigou as pessoas a deixar suas casas. Eles massacraram aldeias inteiras. Muitas pessoas fugiram de suas casas.

5– À medida que o conflito piorava, a intervenção internacional aumentava. O Grupo de Contato (que consiste nos EUA, Grã-Bretanha, Alemanha, França, Itália e Rússia) exigiu o cessar-fogo, a retirada das forças iugoslavas e sérvias do Kosovo e o retorno dos refugiados. A Iugoslávia concordou, mas infelizmente não conseguiram implementar os termos do acordo.

6– Forças iugoslavas e sérvias envolveram em uma campanha de limpeza étnica ao longo da guerra. No final de maio de 1999, 1,5 milhão de pessoas fugiram de suas casas. Na época, isso constituía aproximadamente 90% da população do Kosovo.

Refugiados da Guera do Kosovo - Fatos Militares
Refugiados da Guera do Kosovo

7– As negociações diplomáticas entre as delegações do Kosovo e da Sérvia começaram na França em 1999, mas os oficiais da Sérvia recusaram-se a cooperar. Em resposta, a OTAN iniciou uma campanha de ataques aéreos contra alvos sérvios, concentrando-se principalmente na destruição dos edifícios e infra-estruturas do governo sérvio. Os bombardeios causaram novos fluxos de refugiados para países vizinhos e a morte de vários civis.

8– Nesses ataques aéreos teve a participação da aeronave Brasileira/Italiana – AMX -, que voaram 252 missões de combate sobre o Kosovo em 1999, como parte da Operação Forças Aliadas, sem nenhuma aeronave perdida.


Bombardeiros B-52 durante a Guerra do Kosovo
Bombardeiros B-52 foram enviados como parte dos preparativos da OTAN para ataques aéreos na Jugoslávia durante a Guerra do Kosovo, a ofensiva da OTAN durou 78 dias.

9– Em junho de 1999, a OTAN e a Iugoslávia assinaram um acordo de paz para acabar com a Guerra do Kosovo. O governo jugoslavo concordou com a retirada de tropas e o retorno de quase um milhão de albaneses étnicos e meio milhão de pessoas em geral deslocadas. Infelizmente, as tensões entre albaneses e sérvios continuaram no século 21. Os tumultos anti-sérvios surgiram em março de 2004 em toda a região do Kosovo. Vinte pessoas foram mortas e mais de 4.000 sérvios e outras minorias foram deslocadas.

10– Em fevereiro de 2008, o Kosovo declarou a independência da Sérvia. Anteriormente, a Iugoslávia deixou-se de existir em 2003 e tornou-se os países individuais da Sérvia e Montenegro. A Sérvia, juntamente com muitos outros países, recusou-se a reconhecer a independência do Kosovo.

11– No final de 2016, uma seção foi estabelecida no Tribunal Penal Internacional para tentar punir os kosovares por crimes de guerra contra a minorias étnicas e opositores políticos. Além disso, uma força-tarefa da UE criada em 2011, encontrou evidências de membros do ELK que cometeram esses crimes após a guerra ter terminado.

11 Fatos importantes sobre a Guerra do Kosovo
3.3 (66.67%) 18 Votos
Anúncios