Curiosidades

A Noite das Facas Longas: o dia em que Hitler promoveu o extermínio de seus inimigos

0
Adolf Hitler ao lado de Ernst Rohm

A fim de evitar problemas futuros, Hitler decretou o início da Noite das Facas Longas e ordenou a execução de seus inimigos

Após a ascensão de Hitler ao poder na Alemanha, o governo passou a investir pesado na militarização do país. Com isso, o exército alemão passou a aumentar suas tropas, treinar seus militares e, principalmente, equipá-los com o que havia de melhor para a época.

Uma dessas tropas que passaram a receber atenção do governo após a chegada do Fuhrer ao poder foi a Sturmabteilung, uma organização paramilitar fundada em 1921 e diretamente associada ao Partido Nazista. Uma espécie de exército particular do partido, ou seja, uma milícia.

Conhecida como Tropa de Assalto, SA ou simplesmente Camisas Pardas, por conta da cor do uniforme de seus membros, a Sturmabteilung atuou na Alemanha durante todo o mandato do regime Nazista, sob a liderança de Ernst Rohm até 1934, encontrando seu fim junto com a queda dos nazistas, em 1945, já sob o comando de Victor Lutze.

Adolf Hitler ao lado de membros dos Camisas Pardas

Apesar da ligação direta da tropa com o Nacional Socialismo, Hitler não se mostrava satisfeito com a direção para a qual a SA caminhava e acabou se voltando contra Rohm. Entre outros motivos, desagradava ao fuhrer o fato do líder dos Camisas Pardas instigar sua tropa a propagar a violência nas ruas e o seu desejo de transformá-la na maior força militar da Alemanha.

Veja: Erich Hartmann – O maior piloto da história

Além disso, Rohm não era bem quisto entre os líderes do partido, acumulava desafetos entre os outros oficiais e era rejeitado pelo alto escalão por ser homossexual. Constantemente, Hitler era alertado sobre as fraquezas, os vícios e os riscos de Rohm planejar uma derrubada do regime construído por ele.

Noite de expurgo

Completamente insatisfeito, o chanceler agiu a fim de evitar que aquele pequeno problema se transformasse em uma grande dor de cabeça e acabasse envolvendo todos os militares. Para isso, o líder do terceiro Reich determinou o assassinato do alto escalão da SA e, de quebra, o expurgo de seus inimigos políticos.

Com isso, na noite de 30 de junho de 1934, iniciou-se a Noite das Facas Longas, uma operação comandada pelo próprio Adolf Hitler e que culminou na morte de dezenas de nomes filiados ao Partido Nazista e que, de alguma forma, eram atrelados aos Camisas Pardas (entre eles Ernst Rohm), além da prisão de outras centenas. A missão foi executada pela SS, outra organização militar paralela a SA, e pela Gestapo, a polícia secreta alemã.

Após o fim da operação, a SA passou por uma reformulação e foi entregue ao comando de Victor Lutze. Além disso, deixou de desempenhar um papel de grande importância e deu lugar à SS como principal braço armado do governo Nazista.

Fonte: The Holocaust Explained

Clique para classificar este post!
[Total: 3 Média: 4.7]
Higor Mendes
Redator com cinco anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.

    Parece um brinquedo, mas esta arma está proibida em convenção assinada por 110 países

    Artigo anterior

    Schwerer Gustav – Armas secretas de Hitler

    Próximo artigo

    Comentários

    Os comentários estão fechados.