A Guerra do Vietnã teve início em 1955 e é considerada como uma das maiores e mais sangrentas guerras de todo século XX, com algumas estimativas apontando que mais de 4 milhões (entre civis e militares, de 1955 a 1975) morreram no conflito.

Teve início devido à tensão pela qual os recém-criados países Vietnã do Sul (capitalista) e Vietnã do Norte (socialista) passavam e também devido ao golpe de estado realizado por Ngo Dinh Diem – lider do Vietnã do Sul – para impedir as eleições diretas que aconteceriam em 1956 para decidir se os dois países iriam se unificar ou não.

Com esse golpe realizado, o Vietnã do Norte, que tinha por objetivo unificar os dois países sob a bandeira comunista, declarou guerra ao Vietnã do Sul.

Começava assim a Guerra do Vietnã ou Segunda Guerra da Indochina.

Ho Chin Minh, líder do Vietnã do Norte, e Ngo Dinh Diem, líder do Vietnã do Sul.
Ho Chin Minh, líder do Vietnã do Norte, e Ngo Dinh Diem, líder do Vietnã do Sul.

No início, EUA e URSS apenas apoiavam indiretamente, o que mudou em agosto de 1964, quando o destroyer da U.S. Navy USS Maddox foi atacado por lanchas da Marinha do Vietnã do Norte.

Vejam: 15 Imagens da Guerra do Vietnã raramente vistas pelo público

Apesar de muitos não acreditarem nesse ataque, o então presidente Lyndon Jhonson usou isso como argumento para os EUA entrarem diretamente no conflito. Então, em 1964/1965, as primeiras tropas norte-americanas chegavam na região, e tinham por objetivo impedir com que o Vietnã do Norte dominasse o sul. O conflito ceifou a vida de mais de 56 mil norte-americanos e mais de 1,3 milhões de vietcongs.

Soldado norte-americano com seu fuzil M-14
Soldado norte-americano com seu fuzil M-14

No início, os norte-americanos acreditavam que venceriam em apenas 8 semanas, entretanto os EUA só começaria a se retirar da região 8 anos depois.

Vejam: 7 Curiosidades da Guerra do Vietnã que talvez você não saiba

Chega de papo, vamos à questão:

Afinal, os EUA perderam mesmo na Guerra do Vietnã?
Na parte militar, os EUA não perderam no Vietnã e muito menos levaram uma surra, como muitos dizem por aí. Das 60 grandes batalhas travadas no conflito, todas foram vencidas pelos norte-americanos, sem contar que o número de vietcongs mortos era 20x maior do que o número de soldados norte-americanos mortos. Em 1972, os EUA realizaram a operação Line Backer 2, operação a qual destruiu tudo o que restava do poder industrial norte-vietnamita.

F-4 Phanton do USMC  disparando foguetes sobre posições inimigas.
F-4 Phanton do USMC  disparando foguetes sobre posições inimigas.

Com isso, o governo do Vietnã do Norte reconheceu sua derrota e aceitou os termos de paz propostos pelos EUA. Tais termos foram assinados em Paris, em janeiro de 1973, e ficou conhecido como o Acordo de Paz de Paris. Assinando este acordo, o Vietnã do Norte reconheceu oficialmente a sua derrota e seu fracasso em não conseguir dominar o Vietnã do Sul. Com o objetivo final concluído (que era impedir que o Vietnã do Norte dominasse o Vietnã do Sul), os norte-americanos começaram a se retirar da região.

A-7 Corsair II lançando bombas.
A-7 Corsair II lançando bombas.

Dois anos depois, em 1975, a presença norte-americana não existia mais no Vietnã, por conta disso o Vietnã do Norte, apoiado pela China e URSS, viu uma oportunidade de ouro, rasgou o Tratado de Paz de Paris e voltou a invadir o Vietnã do Sul. Então, já que o Vietnã do Norte atacou o Vietnã do Sul, por que os EUA não interveio novamente? Por dois motivos: primeiro era que o então presidente norte-americano era contrário à intervenção dos EUA no Vietnã e praticamente 100% da população norte-americana era contrária à guerra – vale ressaltar que é inviável para uma nação manter uma guerra daquelas proporções sem o apoio popular. Por conta disso, o EUA não interveio novamente e o Vietnã do Sul foi rapidamente derrotado.

Conclusão: enquanto estiveram presentes, os EUA tiveram sucesso e atingiram seu objetivo final, entretanto o Vietnã do Norte voltou a invadir o Vietnã do Sul em 1975, época na qual os EUA não estava mais presente na região. Podemos dizer que a derrota que os EUA sofreu foi de um ponto de vista meramente político, e não na parte militar, como muitos dizem.

1 COMMENT

  1. Gostei do texto, tive conhecimentos de detalhes importantes que não conhecia e sempre achei estranha a história de que os EUA perderam a guerra, agora o texto serve para colaborar com o que achava.

    Obs: O articulista escreve bem e parece ter conhecimento da língua, mas acho que ele errou na escrita da palavra “tenção”, acredito que nesse caso é com “s”. Se puderem acho que seria interessante verificar e corrigir.

    Obs 2: Estou falando por uma questão estética, porque eu particularmente não gosto de ver erros de escrita num texto bom, e esse texto está realmente bom, não é pra criticar negativamente ou aparecer.