A Batalha de Collecchio foi travada ao final da Segunda Guerra Mundial, de 26 a 27 de abril de 1945, no norte da Itália. tendo de um lado, a Força Expedicionária Brasileira, e do outro, as tropas alemãs.

Em 26 de abril de 1945, próximo da pequena aldeia de Collecchio, no norte da Itália, uma unidade brasileira de reconhecimento, comandada pelo Capitão Pitaluga, encontrou-se com a 90ª Divisão Panzergrenadier e outras unidades de apoio, dando inicio a Batalha de Collecchio.

A Batalha de Collecchio se iniciou tendo seu primeiro ataque a sudeste e depois pelo nordeste. Durante a noite, quando caiu uma tempestade, tais ataques foram suspensos e, seriam retomados, na manhã do dia 27, a força brasileira receberam reforços de mais duas Companhias.

Os brasileiros contavam apenas com blindados leves do M8, próprios para tarefas de reconhecimento e não para combate, e também estavam em um pequeno numero, comparado com o batalhão alemão que era composto por 3 esquadrões completos.

Às 8 horas da manhã a maior parte de Collecchio estava dominado pelos Pracinhas. Algumas horas depois, os último pontos de resistências foram dominados.

A ação dos brasileiros em Collecchio aliviou a perigosa situação à esquerda do 4º Corpo. Dela resultou a captura de 400 alemães, juntamente com muito equipamento pertencente à vanguarda da 148ª Divisão de Infantaria germânica. Os brasileiros tiveram 16 feridos e um morto.

Vejam: Batalha de Montese – A batalha mais sangrenta dos pracinhas na Segunda Guerra

Em uma semana os brasileiros fizeram 14.700 prisioneiros, sendo 800 oficiais e 2 generais, também capturaram mais de 1.500 veículos e 80 peças de artilharia.

Em homenagem a batalha vitoriosa da FEB, foi criado no bairro de Bangu (zona oeste da cidade do Rio de Janeiro), o Colégio Estadual Collecchio.

O que você achou desta Grande Batalha da FEB? Já a conhecia? Mande seu comentário para gente!