Leia, conheça e entenda melhor a Batalha de Stalingrado:

Você com certeza já ouviu falar na Batalha de Stalingrado. Mas sabe por quais motivos ela teve início? Sabe quais eram as técnicas de combate empregadas? Sabe o desfecho e os motivos pelos quais os alemães foram derrotados?

Em Abril de 1942, as forças alemãs, bem entrincheiradas aos arredores de Leningrado e ainda ameaçando a capital Moscou, se preparavam para organizar uma enorme ofensiva ao sul, com o objetivo de capturar os poços petrolíferos do Cáucaso. Nessa época, as forças alemãs estavam praticamente invencíveis – avançavam por todos os setores.


Em Julho do mesmo ano, os alemães estavam obtendo um grande êxito no âmbito da operação a qual consistia em capturar os poços petrolíferos do Cáucaso, porém Adolf Hitler, ignorando os seus experientes generais, ordenou uma mudança de planos: o objetivo não era mais os importantes poços petrolíferos do Cáucaso, e sim a cidade de Stalin, Stalingrado.

Vejam: Primeiro marechal de campo alemão foi feito prisioneiro em Stalingrado

Hitler tinha uma obsessão pessoal pela cidade e, em sua visão, a cidade de Stalingrado era o grande bastião comunista, a qual deveria ser destruída para acabar com a moral de Stalin e dos soviéticos.

Soldados soviéticos em Stalingrado
Soldados soviéticos em combate com as tropas alemãs em Stalingrado

Os alemães concentraram 200 mil soldados muito bem armados e preparados, 4 mil blindados, 2 mil aviões e milhares de peças de artilharia para atacar Stalingrado. Com tudo isso, o Alto Comando Militar alemão acreditava que conquistariam a cidade em semanas, bem antes do início do rigoroso inverno.

Vejam: Egon Albrecht: o ás brasileiro na luftwaffe

Porém, depois de algumas semanas de combate, os alemães chegaram à conclusão que o Exército Soviético estava disposto a defender Stalingrado até o final, pois Stalin ordenou que a cidade jamais deveria cair.

Devido aos enormes ataques de artilharia e ataques aéreos, a cidade estava completamente em ruínas, o que era perfeito para o esforço de defesa soviético e horrível para o esforço de ataque alemão, o qual utilizava os blindados para ajudar nos ataques. Cada ruína, cada buraco ou escombro no chão poderia esconder um soldado soviético.


Soldados soviéticos em uma fábrica destruída
Soldados soviéticos em combate nas ruínas de uma fábrica destruída

Porém, mesmo com todos os problemas, os alemães controlavam 90% da cidade em Novembro de 1942, e Adolf Hitler acreditava ferozmente que, depois de quase 1 ano e meio de combates e mais de 4 milhões de soviéticos mortos, Stalin cederia, pois estava sem homens aptos ao combate. No entanto, Josef Stalin, por trás das linhas soviéticas, organizava e reunia milhões de soldados frescos, descansados e extremamente bem armados – como os alemães nunca tinham visto antes.

Enquanto isso, os alemães começaram a sofrer com o rigoroso inverno – nem mesmo os nativos da região esperavam por um inverno tão rigoroso. Devido ao inverno e problemas logísticos, o ataque alemão foi completamente paralisado, pois soldados não possuíam roupas as quais os protegessem do frio, o combustível dos aviões e blindados congelava e os fuzis falhavam, pois também estavam congelados.

Soldados alemães em Stalingrado
Soldados alemães em combate nas ruas de Stalingrado

No dia 19 de Novembro de 1942, o Exército Soviético, aproveitando as graves deficiências pelas quais os alemães estavam passando, iniciou uma enorme contra-ofensiva na cidade, a qual pegou-os completamente desprevenidos.

Apesar dos vários pedidos dos generais feitos a Hitler para recuar da cidade, ele recusou todos e continuava ordenando para que o exército se mantivesse firme na cidade, dando garantias que a Luftwaffe (Força Aérea Alemã) daria cobertura pelo ar e que em breve também enviaria milhares de blindados para a região. Nenhuma dessas promessas foi cumprida e, em Fevereiro de 1943, o 6° Exército Alemão, o qual era considerado invencível e era o orgulho de Hitler, se rendia incondicionalmente ao Exército soviético, acabando, assim, a Batalha de Stalingrado.

Soldados soviéticos aos arredores da cidade
Soldados soviéticos defendendo suas posições aos arredores da cidade

Curiosidades sobre a Batalha de Stalingrado:

A Batalha de Stalingrado foi o ponto de virada da guerra: antes dela, os alemães estavam implacáveis e, depois dela, os alemães começaram a sofrer derrota seguida de derrota.

-O tempo médio de vida de um soldado soviético era de, em média, apenas 20 minutos. Pois os mesmos não tinham um treinamento adequado e estavam muito mal equipados. Chegaram mesmo a usar táticas de guerra criadas na época do Império Romano.

-A Batalha de Stalingrado foi a maior batalha da história, com mais de 2 milhões de civis e soldados mortos.

-A Batalha foi um exemplo de completo desrespeito pela segurança civil. Quase 40.000 civis soviéticos perderam suas vidas durante esta batalha. Quase 1.120.000 soldados das forças armadas soviéticas foram mortos, feridas ou desaparecidos.No lado alemão, 850.000 militares foram mortos, feridos ou desaparecidos. 91.000 soldados alemãs acabaram se render contra a vontade de Hitler de “enfrentar o último homem e lutar até a última bala”.

Batalha de Stalingrado – A mais sangrenta batalha da história
5 (100%) 2 Voto[s]


Assine nossa Newsletter

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here