Fatos Militares

Cinco fatos esquecidos sobre a Primeira Guerra Mundial

Compartilhar no:

Conheça alguns fatos esquecidos sobre a Primeira Guerra Mundial

Anúncios

Em 28 de julho de 1914, começou a Primeira Guerra Mundial, também conhecido como Grande Guerra ou Guerra das Guerras. Junte-se a nós e conheça alguns fatos esquecidos sobre a Primeira Guerra Mundial.

A Primeira Guerra Mundial freqüentemente evoca imagens de um terrível banho de sangue travado nas trincheiras da Frente Ocidental. Geralmente só conhecemos essa parte da guerra, mas, você sabia que a guerra se espalhou até a China? Ou que foi combatida por militares da Ásia, América do Norte, Oceania, Caribe e África?

1. Jornais como tática de guerrilha

Jornal The Boston American
Nos primeiros anos da guerra, a América ainda não estava lutando ao lado dos britânicos e franceses. A fim de atrair os EUA para a luta, os agentes britânicos plantavam histórias em jornais americanos que provocaram a raiva da população contra civis alemães inocentes que viviam nos Estados Unidos.

2. Nenhum preservativo para os soldados

camisinha militar

O único poder aliado na Primeira Guerra Mundial que não forneceu preservativos aos seus soldados foram os Estados Unidos. As leis de Comstock não permitiam que nenhum objeto para o controle de natalidade fosse enviado para o exterior. 

O resultado: mais de 400.000 soldados americanos foram infectados por DSTs 

3. Tanque macho e tanque fêmea

Quando os tanques foram introduzidos na guerra, eles vieram em dois tipos: aqueles com metralhadoras e aqueles com canhões. 

Mark I a Mark V

O último foi chamado de tanque macho, e os primeiros eram as fêmeas. No final da Primeira Guerra Mundial, a tecnologia de tanques havia se desenvolvido, particularmente nos tanques britânicos, até um ponto em que se decidiu que os tanques deveriam ser masculinos e femininos (ou seja, com armas pesadas e metralhadoras mais leves). 

4. 9 d10 soldados sobreviveram às trincheiras

Era raro que um soldado britânico permanecesse na linha de fogo por muito tempo. Entre as batalhas, uma unidade gastava cerca de dez dias por mês nas trincheiras e, desses, raramente mais de três dias na linha de frente. 

Soldados em uma Trincheira -primeira guerra mundial

Soldados em uma trincheira durante a Primeira Guerra Mundial

Não era incomum estar fora da trincheira por um mês.  

5. Nenhum General na linha de frente

Oque o estereótipo diz sobre os soldados britânicos da Primeira Guerra Mundial é que eram “leões liderados por burros”.  

O general John Pershing inspeciona tropas britânicas em Brest, França, 1918

O general John Pershing (centro, 1860 – 1948) inspeciona tropas britânicas em Brest, França, 1918. (Foto de Hulton Archive / Getty Images)

Os valentes soldados (leões) liderados por incompetentes generais (burros) que viviam totalmente fora de contato com a realidade. O fato era que os Generais não tinham permissão estarem nas batalhas porque eram muito valiosos para serem perdidos. 

Mesmo assim, mais de 200 generais foram mortos, feridos ou capturados. A maioria dos generais visitou as linhas de frente todos os dias.

Assista ao vídeo no Youtube: 

Cinco fatos esquecidos sobre a Primeira Guerra Mundial
Avalie esta postagem
Anúncios

Deixe seu comentário

Início
Notícias
Histórias Bizarras
Artigos
Curiosidades
Armas
Videos
Quiz