ArtigosCuriosidades MilitaresMundo

Dugin: O filósofo que influenciou a ideologia militar de Putin

0
Dugin: O filósofo que influenciou a ideologia militar de Putin
Dugin: O filósofo que influenciou a ideologia militar de Putin

Conheça Dugin, o filósofo que influenciou a ideologia militar de Putin

Dugin é o filósofo mais renomado da Rússia nos dias de hoje, e ele possui um grande destaque na vida de Putin, sendo o criador da filosofia que Putin aderiu para o seu governo.

Alexander Dugin sempre se destacou no quesito de inteligência, ele é poliglota e sabe falar até mesmo português. E além disso Alexander sempre teve um grande apreço por geopolítica e estratégias militares. 

O trabalho mais conhecido de Alexander foi a construção da ‘’Quarta Teoria Política’’. Valendo lembrar que a primeira teoria política é o Liberalismo, a segunda é o Comunismo e a terceira é o Fascismo. 

Dugin afirma que o Comunismo morreu de velhice, enquanto o Fascismo morreu precocemente por conta do seu próprio ódio que o levou a um ‘’suícidio’’. Portanto Alexander afirma que já está na hora de construir uma quarta vertente política, alegando que o Liberalismo é superior à segunda e terceira teoria, mas ainda assim é falho.

Alexander afirma que a Rússia perdeu seu lugar no mundo desde a queda da União Soviética, e alega que o ocidente busca derrubar a Rússia de todas as formas, portanto defende a ideia de que a Rússia deve se fortalecer politicamente e militarmente para ganhar espaço no mundo moderno.

Dugin: Gênio ou mentor da guerra?

Dugin certamente é um intelectual, mas possui idéias questionáveis. 

Muitos alegam que Alexander está fomentando uma ideologia que poderá levar o mundo à terceira guerra mundial. Mas o modelo político que Putin aderiu de Dugin seria uma auto defesa da soberania Russa ou um ideal expansionista e imperialista russo?

O assunto é realmente complicado, e muitos afirmam que o ataque contra a Ucrânia teve influências da ideologia de Dugin, embora não possa ser afirmado com todas as letras.

Alexander defende a ideia de que a Ucrânia faz parte da Rússia sobre um aspecto cultural e espiritual. Alguns acreditam que um dos motivos de Putin querer parte do território Ucrâniano seja por motivos simbólicos, mas segundo o próprio líder russo, o ataque foi por motivos de soberania, alegando que a tentativa da Ucrânia se unir a OTAN seria uma ameaça a existência da nação Russa devido a proximidade e o posicionamento estratégico militar.

No fim das contas as guerras não são tão fáceis de se entender, cada polo possui o seu lado da história. E a desinformação se torna frequente de ambos os lados. Então o mais sensato a se fazer é observar o desenrolar dos fatos com cautela. E aguardar mais informações antes de declarar qual é a verdade absoluta.

Dugin é realmente um mentor da guerra? Ou está sendo apenas vítima de sensacionalismo?

Clique para classificar este post!
[Total: 0 Média: 0]
felipeblazerz
Redator há mais de 3 anos. Felipe é amante da filosofia e da geopolítica.

    Werner Goldberg: o judeu considerado ‘soldado alemão ideal’ pelos nazistas

    Artigo anterior

    5 Guerras mais caras da história

    Próximo artigo

    Comentários

    Os comentários estão fechados.

    Mais Artigos