Funcionários da Casa Branca disseram que o discurso tem como tema “construir uma América segura, forte e orgulhosa”.

WASHINGTON – O primeiro Discurso sobre o Estado da União do presidente Donald Trump, que ocorrerá nesta terça-feira, repetirá suas promessas de reconstruir as forças militares americanas e derrotar o terrorismo em todo o mundo, além de reprimendas específicas dirigidas à Coréia do Norte e seus movimentos militares agressivos nos últimos meses.
dir=”auto”>Funcionários seniores da Casa Branca disseram que o discurso, que tem como tema “construir uma América segura, forte e orgulhosa”, também incluirá uma mensagem de “retorno à clareza sobre nossos amigos e adversários”.
dir=”auto”>


O presidente Barack Obama discursa o Estado da União (12 de fevereiro de 2013).

dir=”auto”>
dir=”auto”>
dir=”auto”>Em um discurso feito ano passado ao Congresso, Trump enfatizou seus planos para impulsionar gastos militares. Entre suas promessas havia uma de que “nossos militares receberão os recursos que os valentes guerreiros merecem tão ricamente”.
dir=”auto”>
dir=”auto”>Desde então, as negociações sobre o orçamento de defesa e o plano federal de gastos ficaram paralisadas no Capitólio. Os parlamentares tem até 8 de fevereiro para aprovar um orçamento para o ano inteiro ou um quinto pacote de financiamento de curto prazo para evitar outro fechamento do governo.
dir=”auto”>
dir=”auto”>Em seu discurso ano passado, Trump também falou sobre Carryn Owens, a viúva do Navy SEAL William “Ryan” Owens, que foi morto durante uma missão antiterrorismo no Iêmen. O momento atraiu atenção por destacar a tristeza da família, e crítica por obscurecer as falhas no planejamento da missão.
dir=”auto”>
dir=”auto”>Funcionários da Casa Branca disseram que o presidente também enfatizará temas sobre o bipartidarismo e ‘oportunidade’,o discurso também servirá como “uma lembrança de todas as suas realizações” em seu primeiro ano no cargo.