Conheça as causas e consequências da Guerra do Contestado com esse resumo sobre o conflito que aconteceu no sul do Brasil:

A Guerra do Contestado foi um conflito que aconteceu em uma área localizada entre os estados do Paraná e Santa Catarina no período compreendido entre outubro de 1912 e agosto de 1916. Esse conflito contou com cerca de 20 mil camponeses, que se uniram para enfrentar as forças militares estaduais e federais.

A causa do conflito tem um nome: Brazil Railway Company. Essa foi a empresa responsável pela implantação da via ferroviária que ligava os dois estados. Como forma de “pagar” os serviços da Companhia, o governo brasileiro cedeu mil metros de terras em cada margem da ferrovia, para que elas, obrigatoriamente, fossem ocupadas por povos estrangeiros.


Porém, o que a empresa queria era se aproveitar da riqueza da floresta nativa. Para isso, ela utilizou muitos imigrantes, que trabalhavam na estrada de ferro e na exploração da floresta. Isso resultou na expulsão de inúmeros nativos que ocupavam aquela área. Assim, o número de camponeses desempregados se tornou ainda maior. Esse foi um dos primeiros motivos para o conflito acontecer.

Conheça: Guerra Anglo-Zanzibar – A Guerra mais curta da história

Mais a frente, um novo motivo para a revolta: após grande parte da região foi comprada por uma madeireira que tinham interesse na exportação, muitas famílias foram expulsas de suas terras. Essa situação ficou pior depois que a construção da estrada de ferro terminou. Os trabalhadores, desempregados, não receberam apoio por parte da empresa ou o governo.

Essas atitudes levaram ao estopim do conflito, colocando os nativos contra as empresas, o governo e as oligarquias. Nessa busca por apoio, esses trabalhadores foram amparados por monges – peregrinos respeitados pelo povo.

Em 1912, um desses monges foi extremamente importante para a revolução: José Maria.

O Monge José Maria se uniu aos sertanejos, ignorando qualquer ordem que viesse da República Velha. Assim, ele construiu vários povoados, dando o nome de ‘Contestado’.

Veja também: O’que foi a Intentona Comunista


Esses trabalhadores camponeses enxergavam José Maria como uma pessoa bondosa, sendo enviada por Deus para ajudar o povo. O Monge também tinha grande conhecimento sobre ervas, utilizando as plantas da região para curar quem precisasse.

Essa influência de José Maria preocupou os governos e os coronéis. Dessa forma, ele começou a ser chamado de ‘inimigo da república’. Com a desculpa de que o Monge queria abalar a ordem e desestruturar o governo, policiais e soldados do exército foram enviados para desarticular o movimento.

Mapa da Guerra do Contestado
Mapa da Guerra do Contestado

Apesar da perseguição, os sertanejos enfrentaram as forças policiais.  Em 1912, após um conflito, as tropas federais foram derrotadas. Ao mesmo tempo José Maria foi morto.  

Com a queda do Líder, os trabalhadores se reorganizaram e, no ano seguinte, subjugaram novamente as autoridades.

Novas batalhas aconteceram, mas as forças do governo eram derrotadas pelos camponeses. A Guerra do Contestado só acabou quando o governo manteve suas tropas no confronto por mais de um ano, utilizando aviões e artilharia pesada.

Em 1916, no final do conflito, milhares de sertanejos foram executados, e as forças policiais prenderam o último chefe dos revoltosos, Adeodato, sendo sentenciado a trinta anos de prisão.

Quantas pessoas morreram na Guerra do Contestado?

Cerca de 15 Mil pessoas morreram durante os quatros anos da Guerra do Contestado.

Consequências da Guerra do Contestado

Em 20 de outubro de 1916 foi assinado o Acordo de Limites Paraná-Santa Catarina, no Rio de Janeiro, entretanto, aconteceram manifestações contra o acordo. No ano seguinte houve a aprovação final do tratado de Limites, assim surgiram as cidades de Chapecó, Cruzeiro, Mafra e de Porto União.

Gostou do artigo de hoje? Aprendeu mais com esse resumo sobre a Guerra do Contestado? Deixa nos comentários!

Guerra do Contestado: Resumo sobre o conflito que marcou o Brasil
4.3 (86.67%) 6 Voto[s]


Assine nossa Newsletter

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here