É, essa e mais uma história absurda sobre os brasileiros na segunda guerra. Essa História esta no livro Senta a Pua! do Tenente-brigadeiro-do-ar Rui Moreira Lima. Que fez 95 missões de guerra.

Em 1944 O brasileiro Paulo Guizan Gonçalves, ou “Bloco Cru.” Era aspirante a intendente na época, o problema é que o “Bolo Cru” não entendia NADA do Inglês, mas foi para os Estados Unidos para treinamento, lá decorou a palavra mágica: hambúrguer, ou “amburgui”, segundo a sua escrita. De resto não sabia a diferença de Yes ou No.
Alguns militares das forças aliadas  tinha um privilegio de após algum tempo de serviço poderiam tirar uma folga e escolher viajar para determinada localidade, os americanos chamavam de “rest camp”. Chegou à vez do “Bolo Cru” escolher seu destino, e de cara ele pediu para ir para Cannes na França, recém liberta pelos aliados.

Após a viagem o brasileiro começou a notar que os militares ao seu redor o olhavam com cara de curiosidade. Um coronel e um Major da USAAF lhe buscaram num carro, ai ele ficou se borrando achando que tinha feito algo errado.

Vejam: O Dia em que um Brasileiro incendiou uma base americana

Ao chegar ao Martinez Hotel o Bolo Cru percebeu que realmente estava havendo algo. Pois o seu quarto era uma suíte superluxo, a melhor do Hotel. Ai o Coronel da USAAF o chamou de GENERAL. Na hora Guizan percebeu que os gringos confundiram a sua estrela de Aspirante com a de General.
Depois de tudo esclarecido por um intérprete, o Major e o Coronel da USAAF ajudaram o nosso amigo Bolo Cru a se passar por General Brasileiro, por quê? Para aproveitar as regalias oferecidas pelo Hotel, óbvio.

De primeira Guizan já pediu salgados, frutas, garrafas de Gordon Gin, um Buffet de primeira e muita bebida. Ele se juntou ao Major e ao Coronel, os três passaram cinco dias no quarto comendo muita comida e tomando altos porres. UHEUAHEA
Os funcionários do Hotel o tratavam como se fosse um Rei, por jurarem que ele era um General Brasileiro.

Pra finalizar eles foram para Monte Carlo, onde se envolveram numa briga que tumultuou um cassino inteiro. Após tudo isso Guizan voltou ao Brasil e nunca mais ouviu falar desses dois americanos com espírito de BR.

Essa Foi mais uma das Histórias Bizarras. 

Vejam: O Dia em que os Brasileiros perderam a noção na Segunda Guerra