Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército, afirmou há pouco em uma palestra no Rio de Janeiro que seria um retrocesso se houvesse intervenção militar no governo federal.
“Isso é um termômetro da gravidade do problema que estamos vivendo no País. Uma intervenção militar seria um enorme retrocesso hoje, mas interpreto aí alguma identificação da sociedade com os valores que as Forças Armadas expressam.”
Ele disse ainda, que o Brasil “está a caminho de uma fragmentação social”.
“Incorporamos tanto ideologias políticas quanto ideologias sociais que estão nos desfigurando como nação e alterando nossa identidade.”

Avalie esta postagem


Assine nossa Newsletter

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.