Uma cerimônia de descomissionamento foi realizada em Plymouth para a ex-capitânia da Marinha Britânica.

A Rainha Elizabeth, que é a madrinha do navio, inspecionou os marinheiros e depois foi transportada em um elevador de aeronaves para os conveses inferiores como parte da cerimônia de descomissionamento do “Mighty O”.

O HMS Ocean foi desativado após 20 anos de emprego e 50.000 milhas cobertas durante esforços em todo o mundo.


Desde o comissionamento na Royal Navy em 1998, o navio esteve envolvido na operação Palliser durante a guerra civil de Serra Leoa em 2000, operação Telic na costa do Iraque em 2003, operação Ellamy como elemento de uma coalizão internacional na Líbia em 2011 e mais recentemente, no contingente de alívio de furacões na operação Ruman no Caribe.

A decisão de desativar o HMS Ocean foi feita como parte da Análise Estratégica de Defesa e Segurança (SDSR) 2015 e o navio foi vendido para o Brasil este ano.

A Marinha do Brasil pagou £ 84 milhões pelo navio e o receberá a embarcação após a BAE Systems e a Babcock efetuarem as alterações necessárias antes da transferência.

O papel de navio-capitânia da Marinha Britânicaserá assumido pelos dois porta-aviões da classe Queen Elizabeth.

[mailpoet_form id="1"]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here