A cada dia que passa, a Rússia se consolida cada vez mais como uma das potências militares do planeta. Atualmente, a Força Aérea Russa porta alguns dos caças mais temidos e exportados, como o Mig-29, Sukhoi Su-35 e o Su-30. Como se já não já não bastasse tamanho poderio, recentemente o país iniciou testes com sua mais nova arma, o moderníssimo Mig-35.

O caça supersônico Mig-35, vem com status de substituto do Mig-29. O primeiro teste com a nova arma foi realizado pela Mikoyan neste dia 26 de janeiro na sede da fabricante em Lukhovtsy, próximo a Moscou, acompanhado pelo presidente Vladimir Putin.

“Este avião tem um bom potencial de exportação. Quero dizer que a aeronave irmã desta, o Mig-29 é utilizado ativamente por mais de 30 países”, disse Putin. O presidente da United Aircraft Corporation (UAC), declarou que as primeiras unidades já devem estar prontas em 2019.

Ver também: O médico que sobreviveu a bomba de Hiroshima

O Mig-35 incorpora modificações estruturais e equipamentos de nova geração. O caçã conta com 8 pontos para armamentos, dois a mais que o Mig-29, e o uso de motores mais eficientes, que aumentam a autonomia da aeronave em 50%.

Segundo a Mikoyan, fabricante do caça, o Mig-35 é projetado para alcançar velocidade máxima de 2400 Km/h e terá autonomia superior a 2000 km, utilizando apenas combustível em seus depósitos internos. Além de tudo isso, esse avião poderá usar todos tipos de novos armamentos, assim como armas a laser.