Os líderes militares mais fracassados da história

Conheça alguns dos líderes militares mais fracassados da história

Alguns líderes mundiais fizeram de sua trajetória um grande fiasco, cometendo diversos erros. Muitas dessas irresponsabilidades mudaram o destino da história mundial. 

Vamos conhecer alguns desses líderes que fracassaram em seus mandatos? 


Antonio López de Santa Anna (1794-1876) 

Mexican soldier, president and dictator Antonio Lopez de Santa Anna (1797 – 1876). (Photo by Hulton Archive/Getty Images)

O grande escândalo de López foi a Guerra Mexicano-Americana, ocorrida entre abril de 1846 e fevereiro de 1848. A Guerra dos Pastéis deu-se a partir do pedido de indenização de um confeiteiro francês.

Adquira sua Moeda comemorativa com FRETE GRÁTIS. (Clique na imagem acima)

O México perdeu grande parte de seu território ao longo da sua trajetória de generais, presidentes e ditadores. Durante muitas batalhas, ofereceu-se para atuar como espião para os Estados Unidos da América, e em troca, buscava apoio nos governos dos EUA, o qual iria depor contra a imperador Maximiliano.

Contudo, tanto o governo do México, quanto dos EUA, declinaram.

Pierre Charles Villeneuve (1763- 1806)

O grande fiasco ao longo da carreira de líder de Pierre foi a Batalha de Trafalgar, em 1805, na Espanha. 

Conheça os melhores filmes de guerra

O líder foi demitido após desobedecer a ordens em uma de suas batalhas anteriores. A partir daí começou a procurar serviços em outros combates, foi quando entrou para a Batalha de Trafalgar. Sua participação não foi positiva, e Pierre acabou preso após a derrota da batalha. O líder terminou com as esperanças dos franceses conquistarem a Grã-Bretanha.   

Douglas Haig (1861-1928)

Haig foi mais um dos líderes fracassados da história mundial. Seu grande fiasco foi com a Batalha do Somme, que ocorreu na França em 1916. 


O líder tinha o apelido de açougueiro Haig, pois ao longo de suas batalhas, grandes números de soldados acabavam mortos, pois suas táticas militares não eram muito eficientes. 

O número de soldados mortos ao longo das batalhas comandadas por Haig foi aproximadamente 2 milhões. Somente na batalha do Somme formam mais de 420 mil baixas. 

Apesar de o assombroso número de mortes, o líder tinha uma boa reputação, pois conseguiu atingir grandes vitórias ao longo de sua trajetória.

Clique para classificar este post!
[Total: 9 Média: 3.2]

Deixe um comentário