Conheça as principais armas e os veículos utilizados durantes a Primeira Guerra Mundial:


Os seres humanos provaram todos os dias como somos ingênuos e adaptáveis ​​quando se trata em encontrar novas maneiras de matar o próximo. A lista abaixo mostra muitas das armas usadas para produzir milhões de vítimas durante a Primeira Guerra Mundial:.

Rifles: 

Todas as nações usaram mais de um tipo de arma de fogo durante a Primeira Guerra Mundial

Os rifles mais usados ​​pelos grandes combatentes eram, entre os aliados, o Lee-Enfield .303 (Inglaterra e Commonwealth), Lebel e Berthier 8mm (França), Mannlicher-Carcano M1891, 6.5mm (Itália), Mosin-Nagant M1891. 7,62 (Rússia) e Springfield 1903 .30–06 (EUA).

Os impérios Centrais empregaram Mannlicher M1895 (Áustria-Hungria e Bulgária), Mauser M98G 7.92mm (Alemanha) e Mauser M1877 7.65mm (Turquia). 

Springfield 1903
Soldados britânicos equipados com o rifle Springfield 1903.

O Springfield americano foi, na verdade uma copia do design do Mauser Model 93. A empresa Mauser processou o governo americano, que teve quer pagar  $250,000 em royalties para empresa.

Metralhadoras:

Madsen
Uma filheira alemã com as metralhadoras Madsen. 1914

A maioria das metralhadoras da Primeira Guerra Mundial foi baseada no projeto de 1884 de Hiram Maxim. Eles tiveram uma cadencia de 450-600 tiros por minuto, permitindo que os defensores impedissem ataques das tropas inimigas. Houve alguma especulação de que a metralhadora substituiria completamente o rifle. Ao contrário da crença popular, as metralhadoras não eram a arma mais letal da Grande Guerra. Essa distinção duvidosa vai para a artilharia.

Veja: Top 5 melhores metralhadoras médias de todos os tempos

Lança-chamas: 

Flammenwerfer - Lança-chamas
Lança-chamas

Uma arma bem antiga, tendo relatos de uso pela infantaria desde da antiga China. Durante a Guerra Civil Americana, alguns jornais do sul afirmaram que Abraham Lincoln havia observado um teste de tal arma. 

Mas o primeiro uso de lança-chamas de mão em combate foi registrado em 26 de fevereiro de 1915, quando os alemães criaram a arma em Malancourt, perto de Verdun. Os tanques carregados nas costas de um homem usavam pressão de nitrogênio para borrifar combustível, que era inflamado quando saía do cano. Ao longo da guerra, a Alemanha utilizou 3.000 tropas da Flammenwerfer ; mais de 650 ataques de lança-chamas foram feitos. 


Os ingleses e franceses desenvolveram armas de lança-chamas, mas não fizeram uso tão extensivo delas.




Artilharia:

Artilharia WW1
Membros da Artilharia

O salto mais significativo do século XX na tecnologia de armas tradicionais foi o aumento da letalidade da artilharia devido a melhorias no projeto, alcance e munição das armas – fato que ficou muito claro na Grande Guerra, quando a artilharia matou mais pessoas do que qualquer outra arma.

Veja: Cinco fatos esquecidos sobre a Primeira Guerra Mundial

Alguns canhões podiam atirar projéteis tão longe que os operadores tinham que levar em conta a rotação da terra ao traçar o fogo. Entre as armas de campo menores, o canhão francês de 75 mm desenvolveu uma reputação entre seus oponentes alemães como a “Arma do Diabo”. Os comandantes franceses alegaram que esse canhão venceu a guerra. 

Armas químicas:

Gás mostarda - Primeira Guerra Mundial
Soldados britânicos no meio do Gás Mostarda

Em 22 de abril de 1915, a artilharia alemã disparou cilindros contendo gás cloro na área de Ypres, o começo dos ataques com gás na Primeira Guerra Mundial. Outras nações correram para criar seus próprios gases no campo de batalha, e ambos os lados encontraram maneiras de aumentar a severidade e a duração dos gases que atiraram nas tropas inimigas.

O gás cloro atacou os olhos e o sistema respiratório; gás mostarda fez o mesmo, mas também causou bolhas em qualquer pele exposta. Comparativamente poucos homens morreram por causa do gás. A maioria retornou ao serviço ativo após o tratamento, mas a arma incapacitou um grande número de tropas temporariamente e espalhou o terror onde quer que fosse usada. 

O uso de armas químicas foi proibido pela lei internacional após a guerra, mas tem sido usado em alguns conflitos posteriores, como a Guerra Irã-Iraque (1980-88).

Submarinos: 

Submarino U-9
Submarino U-9

Grã-Bretanha, França, Rússia e Estados Unidos da América desenvolveram forças submarinas antes que a Alemanha iniciasse o desenvolvimento de seus Unterseeboot, em 1906. Os U-boats de longo alcance foram desenvolvidos e a qualidade do torpedo melhorou durante a guerra. Os submarinos podiam disparar seus torpedos por baixo das ondas. Foi feito um esforço malsucedido após da guerra de proibir o uso dos submarinos na guerra, como foi feito com gás venenoso.

Tanques: 

Tanque A7V
Uma Tanque A7V alemão

Uma das armas mais importantes de um exército, o Carro de combate se tornou realidade durante a Primeira Guerra Mundial. 

“Tank” era o nome que os ingleses usavam enquanto desenvolviam secretamente a arma, e ela ficou paralisada, embora os franceses desenvolvessem simultaneamente o veículo blindado leve Renault RT, que possuía uma torre transversal, ao contrário dos projetos britânicos. 

O primeiro tanque britânico ( “Little Willie“) pesava aproximadamente 14 toneladas, tinha uma velocidade máxima de três mph, e quebrava com freqüência. veículos melhorados foram implantados durante a guerra, mas os colapsos continuaram sendo um problema significativo que levou muitos comandantes a acreditarem que o tanque nunca teria um papel importante na guerra. Os alemães desenvolveram um veículo de combate blindado apenas em resposta aos tanques britânico e francês. O único projeto alemão da guerra, A7V, que parecia mais uma casa-mata ambulante, teve cerca de 17 unidades produzidas.

Inicialmente, os tanques foram distribuídos em pequeno número para apoiar ataques de infantaria. A Batalha de Cambrai, em 20 de novembro de 1917, é geralmente considerada como o primeiro uso de formações de tanques; os britânicos empregaram mais de 470 deles para essa batalha. No entanto, os franceses já haviam empregado com sucesso 76 tanques durante a batalha em Malmaison em 23 de outubro de 1917, uma das mais impressionantes vitórias francesas da Grande Guerra.

Aeronaves:

Aeronave britânica Avro 504
Aeronave britânica Avro 504 na Primeira Guerra Mundial

Essa incrível nova tecnologia provou ser muito mais útil do que a maioria dos líderes militares e políticos acreditavam que seria. Foram usadas no início da guerra apenas para reconhecimento, tempos depois essas aeronaves foram armadas com metralhadoras. Uma vez que Anthony Fokker desenvolveu um método para sincronizar o fogo de uma metralhadora com a rotação da hélice, o avião se tornou uma verdadeira arma.

Os primeiros aviões eram frágeis, desenhos semelhantes a pipas de madeira leve, tecido e fios. Os motores de 80 a 120 cavalos de potência usados ​​em 1914 produziram velocidades máximas de 100 mph ou menos; quatro anos depois, a velocidade quase dobrou. 

Ao longo da guerra, bombardeiros foram desenvolvidos, sendo o maior deles o “Zeppelin-Staaken R.VI” da Alemanha, com uma envergadura de 138 pés e quatro motores. Tinha um alcance de cerca de 800km e uma capacidade de carga de bombas de 4.400 libras, embora em operações de longo alcance, como o bombardeio em Londres, os Zeppelin-Staaken conseguiam carregar apenas metade desse valor.

Veja o infográfico abaixo com as armas mais utilizadas da Primeira Guerra Mundial:

 

49e32e80-02e1-11e4-8081-af773cc852d9_info_armas

Principais armas utilizadas na Primeira Guerra Mundial
4.8 (95%) 4 Votos
Anúncios