Remanescentes sinistros da Segunda Guerra Mundial encontrados recentemente

Conheça alguns remanescentes sinistros da Segunda Guerra Mundial encontrados recentemente

A Segunda Grande Guerra foi um dos eventos, se não o maior e mais pavoroso de todos os tempos. O terrível acontecimento ocorreu entre 1939 e 1945, e deixou aproximadamente 60 milhões de mortos por todo o mundo.  

Apesar de todos quererem esquecer essa atrocidade da história mundial, alguns remanescentes dos conflitos foram esquecidos, e tendem, de tempos em tempos, serem achados por historiadores e pesquisadores. 


Vamos conferir algumas dessas descobertas depois de muitos anos após o termino da guerra?

O Bunker de Goebbels 

O bunker foi descoberto em Berlim em 1998 e era propriedade de Joseph Goebbels, ministro da propaganda de Hitler, e um dos disseminadores da ideia do genocídio dos judeus.  

O esconderijo foi descoberto após 50 anos do fim da guerra, e permanecia intacto, o que significa que resistiu aos bombardeios. Em 1998, havia o planejamento da construção de um memorial do holocausto, no local. A descoberta do bunker foi ainda mais impressionante para os construtores. 

Você gosta de filmes da Segunda Guerra Mundial? Então tenho certeza que irá gostar desse lista dos melhores filmes da Segunda Guerra Mundial. Clique Aqui

No local foram encontradas várias obras pintadas pelo líder nazista, Hitler, que antes de sua morte se dedicou as artes. Os pesquisadores supõem que o bunker foi um esconderijo para o  Fuhrer. 

O local foi fechado, a fim de evitar que o espaço de tornasse santuário neonazista.


Suásticas feitas de árvores

O remanescente foi encontrado em 1992 por um piloto que sobrevoava o Vilarejo de Zernikow, na Alemanha. A suástica foi planejada em mais de 3.700 metros quadrados, com árvores diversas em meio a floresta de pinheiros, dando destaque ao símbolo nazista. 

Devido ao tipo de árvore que representam o formato, a suástica só pode ser avistada claramente no outono, pois as folhas ficam amareladas, tornando-se mais visível. Após a descoberta, algumas árvores foram derrubadas. 

Outras suásticas arbóreas já tinham sido descobertas em outros espaços, como em Tash-Bashat, no Quirguistão. Essa ainda continua lá. 

Clique para classificar este post!
[Total: 4 Média: 4]

Deixe um comentário