Notícias Militares

Submarino Argentino some dos radares com 37 pessoas a bordo

0
submarino argentino

O Submarino argentino Ara San Juan desapareceu na zona sul do mar argentino, e agora as operações de busca são realizadas no Golfo San Jorge. De acordo com o jornal Clarín, o submarino contava com 37 pessoas a bordo, entre elas, oito oficiais.

Há a possibilidade de o Submarino Argentino ter tido um problema de corte de energia e ter sofrido um incêndio devido à explosão de uma das linhas da bateria, na área do Golfo de San Jorge, perto de Puerto Madryn. Contudo, as Forças Armadas da Argentina não confirmaram.

De acordo com fontes locais, a última posição do submarino corresponde ao início do 15 de novembro às 7h30 horas locais, 46 ° 44 ‘de latitude norte e 59 ° 54 oeste a oeste. Estas coordenadas são do auge de Puerto Madryn.

O Submarino Argentino estava operando junto com outras unidades da frota marítima, em tarefas de controle da zona econômica exclusiva.

O ARA San Juan (S-42) um navio da Classe TR-1700, foi fabricado na Alemanha e se juntou à Marinha argentina em 1985. Tem 66 metros de comprimento, com ma velocidade de 25 nós em imersão e é configurado como um submarino de ataque. Por outro lado, tem uma equipe de 8 oficiais e 29 oficiais não comissionados.

Seu sistema de propulsão é convencional utilizando diesel e snorkel, projetado para ataques contra forças de superfície, submarinos, tráfego comercial e operações de mineração.

No início deste mês, o Submarino San Juan, junto com outros navios, recebeu autorização para participar de treinamentos conjuntos e missões de patrulhamento marítimo.

De 2008 a 2014, o navio passou por reparos no estaleiro argentino Tandanor para estender sua durabilidade por mais 30 anos.

Clique para classificar este post!
[Total: 0 Média: 0]
Lane Mello
Fundador e Editor da Fatos Militares. Jovem mineiro, apaixonado por História, futebol e Games, Dedica seu tempo livre para fazer matérias ao site.

A Rainha Elizabeth II na Segunda Guerra Mundial

Artigo anterior

Vídeo mostra fuga de desertor norte-coreano para a Coréia do Sul

Próximo artigo

Comentários

Os comentários estão fechados.