Curiosidades MilitaresHistórias Bizarras

Suzane Von Richthofen é parente do Barão Vermelho?

0
Barão Vermelho
Barão Vermelho

Será que Suzane Von Richthofen é parente do Barão Vermelho?

Um detalhe que poucos sabem, é que Suzane Von Richtofen, a psicopata brasileira que foi presa por ser mandante do assassinato dos seus próprios pais, possuía um parentesco direto com o Barão Vermelho, o maior soldado alemão da primeira guerra mundial, que foi considerado uma lenda no quesito de habilidades de guerra.

Uma vez o jornalista Claudio Tognolli entrevistou o pai de Suzane, Manfred. E o mesmo constatou que o Barão Vermelho era seu tio-avô, e ainda ressaltou que seu pai havia sido indicado para testar os primeiros esquadrões de bombardeio de Stuka, os quais foram batizados por Hitler com o nome de ‘’Esquadrão Richthofen’’.

Outro fato curioso é que o pai de Suzane compartilha o mesmo nome do Barão Vermelho ‘’Manfred’’, muito provavelmente o avô de Suzane tenha dado esse nome ao pai de Suzane em referência ao soldado.

Suzane provavelmente seja uma das últimas descendentes do Barão, e a busca pela confirmação de parentesco entre a família Richthofen e o lendário soldado alemão surgiu graças a um repórter que tinha o costume de analisar sobrenomes em listas telefônicas, sempre buscava por nomes relacionados a famílias históricas, e teve uma surpresa ao se deparar com ‘’Richthofen’’.

De início ele acreditou que se tratava apenas de uma coincidência, mas após dar continuidade a sua pesquisa, constatou que de fato havia um parentesco.

Barão Vermelho: Feitos em guerra

A habilidade em guerra tornou Manfred Von Richthofen mundialmente famoso, entre todos os pilotos alemães, foi o que derrubou o maior número de aviões. O Barão Vermelho era um prodígio como piloto e também no quesito de combatente, com 24 anos já era um dos melhores pilotos de aviões de guerra de todo o mundo.

Em sua primeira batalha, já foi capaz de derrubar um biplano francês no território de Champagne, e ao decorrer da primeira guerra, o Barão Vermelho derrubou 80 aviões de guerra, tornando-o o piloto mais temido pelas nações.

Clique para classificar este post!
[Total: 2 Média: 5]
felipeblazerz
Redator há mais de 3 anos. Felipe é amante da filosofia e da geopolítica.

    A guerra mais longa da história

    Artigo anterior

    V-1, o zumbido da morte: a arma alemã que aterrorizou os ingleses

    Próximo artigo

    Comentários

    Os comentários estão fechados.