Conheça nossa lista das melhores metralhadoras médias da história

As metralhadoras médias (MMG) se tornaram um elemento formidável nos campos de batalha da Primeira Guerra Mundial, onde elas eram em grande parte responsáveis ​​pelo impasse nas trincheiras. Desde então, elas estão em constante desenvolvimento trazendo mais poder de fogo para a frente de combate.

Vamos dar uma olhada em 5 das melhores metralhadoras médias de todos os tempos!


M1919 Browning

M1919 Browning é uma metralhadora média de calibre .30 que foi amplamente utilizada durante o século 20, especialmente durante a Segunda Guerra Mundial , a Guerra da Coréia e a Guerra do Vietnã

 

M1919 Browning

O M1919 foi um desenvolvimento refrigerado a ar da metralhadora M1917 que foi usada na Primeira Guerra Mundial pelos EUA, sendo ela refrigerado a água.

A metralhadora Browning M1919 sobreviveu além dos anos de guerra em suas diversas formas para ver extensas exportações para aliados americanos no exterior. Ele viu o serviço de combate nas guerras mundiais, na Guerra da Coréia, na Primeira Guerra da Indochina, na Guerra do Vietnã e em outros conflitos mais regionais que salpicaram o século XX.

Foi produzido entre 1919 e 1945, com cerca de 5 milhões de exemplos. Os operadores variaram da Argentina e da Austrália ao Uruguai e ao Vietnã. A arma foi altamente valorizada e confiável nas piores condições de guerra – garantindo-lhe uma vida de serviço saudável que, em algumas partes do mundo, ainda continua em ação.

Vickers

Vickers metralhadora

 

Vickers é um nome usado para se referir à metralhadora refrigerada a água .303 (7,7 mm) britânica produzida pela Vickers Limited, originalmente para o exército britânico.

Conheçam o Fuzil – FN FAL – O Braço direito do mundo livre

A metralhadora Vickers baseou-se na arma Maxim bem sucedida do final do século XIX. Depois de comprar a empresa Maxim, em 1896, Vickers assumiu o design da metralhadora Maxim e melhorou, reduzindo seu peso através do alívio e simplificando a ação e substituindo componentes feitos com ligas de alta resistência.

Seu último uso operacional foi no Radfan durante a emergência de Aden, seu sucessor no Reino Unido é o L7 GPMG .

A Metralhadora ainda se mantém no serviço, como arma de reserva, dos Exércitos da Índia, do Paquistão e do Nepal

Rheinmetall MG3

Rheinmetall MG3

Rheinmetall MG3 é uma metralhadora média de calibre 7,62 desenvolvida na década de 60 na Alemanha Ocidental.

O MG3 é uma metralhadora de origem alemã. O MG3 é uma designação para várias metralhadoras desenvolvidas quando a Alemanha entrou na OTAN. Basicamente é uma conversão da metralhadora MG42 que foi amplamente utilizada pela Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial. Além da MAG belga, a MG3 era a metralhadora ocidental mais comum durante a Guerra Fria.

Ainda hoje ela é utilizada por diversos países, inclusive no Brasil.

M240B – FN MAG

Um soldado americano com uma metralhadora M240B

Conhecido como o M240 Bravo ou simplesmente FN MAG, esta família de metralhadoras médias tem sido empregada nas Forças Armadas dos Estados Unidos desde o final da década de 1970. É alimentado a gás, alimentado por cinturão e dispara um cartucho OTAN de 7,62 x 51 mm. É usado amplamente em navios, aviões e veículos. É a metralhadora média padrão do US Marine Corps e algumas unidades do Exército Norte Americano.

É mais pesado que as metralhadoras comparáveis, mas, no entanto, é considerado confiável. É alimentado com correias desintegradoras e pode disparar a maioria das munições de 7,62 mm. As variantes diferem em peso e características. O M240B pode empregar um buttstock e bipod para combate no solo, embora também possa ser usado em um tripé, em veículos, aeronaves e embarcações de água.

MG-42

Um soldado da Alemanha Nazista segurando uma MG-42

Esta é uma metralhadora de calibre 7.92 x 57 mm desenvolvida durante a Segunda Guerra Mundial. Foi criado na Alemanha nazista e foi fortemente usado pelos Waffen-SS e Wehrmacht no final da Segunda Guerra Mundial. Inicialmente foi feito para substituir o Mg-34, pois era mais barato de fabricar, bem como mais rápido para fazer, mas no final, ambas as metralhadoras permaneceram em produção durante toda a Guerra.

A metralhadora MG-42 provou ser confiável, durável, simples e fácil de usar e é mais útil porque pode produzir um volume superior ao habitual de fogo supressivo. Poderia variar entre 1.200 e 1.500 disparo por minuto, o que foi fantástico para esse tipo de arma.

Esta arma ainda estava sendo usada depois do final da Guerra e foi a base para o MG1 posterior, que era quase idêntico ao MG-42, que usava câmaras da OTAN de 7,62x51mm. Isso então evoluiu para o MG1A3 e, em seguida, o Bundeswehr MG-3.

Top 5 melhores metralhadoras médias de todos os tempos
5 (100%) 2 Votos


Assine nossa Newsletter

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here