O Exercito Polonês usou um urso chamado Wojtek para ajudá-los a carregar munições de artilharia durante a Segunda Guerra Mundial.

A Segunda Guerra Mundial, como todas as guerras, foi uma época de grande inovação para todos os países. De usar pombos para orientar mísseis, ter um urso que carrega munições de artilharia, parece que todo o reino animal também foi atraído para o conflito em algum momento.

Wojtek era um Urso-siríaco, que foi achado por um garoto próximo à cidade de Hamadan, no Irã, em 1942, quando ainda era um filhote. Dias depois o trocou por algumas latas de carne com o Exército Polonês, em uma estação de trem enquanto o Corpo polonês II evacuava da União Soviética para participar de outras campanhas.

O urso serviu a 22ª Companhia de Abastecimento de Artilharia como um animal de carga durante a Batalha de Monte Cassino, na Itália em 1944. Lá alcançou o status de celebridade entre os soldados.

Para levar o urso ao navio de transporte, o urso foi alistado para as forças armadas polacas como a posição de soldado. Ele recebeu sua própria folha de pagamento, classificação e número de série. Ele morava com os homens nos navios, e  ainda nas nas mesmas tendas que eles.

O urso era conhecido por seu amor por beber cerveja, fumar cigarros e lutar com seus companheiros humanos. Seu nome, Wojtek, vem de uma velha palavra eslava que significa “alguém que gosta de guerra” ou “o feliz guerreiro”.

Estátua de Wojtek em Princes Street Gardens, Edimburgo
Estátua de Wojtek em Princes Street Gardens, Edimburgo

Ele serviu até 1947, quando ocorreu a desmobilização das tropas em 1947, em seguida foi doado ao Zoológico de Edimburgo, na Escócia.

Wojtek morreu em dezembro de 1963, aos 22 anos de idade. Na época de sua morte ele pesava aproximadamente 250Kg e media em torno de 1,80 m.

Aqui está um breve vídeo com fotos de Wojtek durante a Segunda Guerra Mundial.