Um homem de 64 anos, identificado como Stephen Paddock, abriu fogo durante o festival Route 91 Harvest, deixando pelo menos 50 pessoas mortas e 400 feridas na noite deste domingo, dia 1º de outubro, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

De acordo com o xerife Joe Lombardo, Paddock é um homem branco, norte-americano, de 64 anos. O agressor cometeu suicídio assim que os agentes policiais chegaram em seu quarto, no 32º andar do cassino Mandalay Bay, de onde ele disparou contra o público de 40 mil pessoas que assistia, do lado de fora do prédio, ao festival “Route 91 Harvest Festival”

Os bombeiros do Condado de Clark afirmam que transportaram para os hospitais 406 pessoas. Até então contabilizou 50 mortos, incluindo um polícia que estava fora de serviço e cuja identidade não foi revelada.

O grupo extremista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque, por meio de sua agência de notícias Amaq.

No entanto, até o momento a polícia de Las Vegas não confirmou a ligação com o EI. Em coletiva de imprensa mais cedo, o xerife da polícia de Las Vegas, Joseph Lombardo, disse acreditar que não se tratava de um ataque terrorista. “Não, não. Neste momento acreditamos que foi um morador local”, disse. O xerife chamou o atirador de “lobo solitário”.

De acordo com a Amaq News, o atirador de Las Vegas havia se convertido ao islamismo meses atrás.