Mais de mil civis morreram em ataques aéreos russos na Síria

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) afirmou nesta quarta-feira que mais de mil civis, incluindo 238 crianças, morreram desde o início dos bombardeios russos na Síria, há quatro meses.

“Desde 30 de setembro, os ataques aéreos russos fizeram 3.049 mortos, incluindo 1.015 civis, destes 238 crianças e 137 mulheres”, informou o OSDH, um grupo de monitoramento com sede no Reino Unido que tem uma ampla rede de informantes em toda a Síria.


Dois terços das vítimas eram combatentes, incluindo 1.141 rebeldes e jihadistas da Frente al-Nusra, braço sírio da al-Qaeda, além de 893 membros do Estado Islâmico (EI).

Antiga aliada do regime de Bashar al-Assad, a Rússia afirma ter como alvo o EI e outros grupos que considera terroristas, mas países ocidentais e combatentes opositores acusam Moscou de centrar seus bombardeios nos rebeldes “moderados”.

De acordo com dados da ONU, mais de 260 mil pessoas morreram desde o início do conflito na Síria, em 2011, e milhões tiveram que fugir de suas casas.

FONTE: GLOBO

Clique para classificar este post!
[Total: 0 Média: 0]

Deixe um comentário