ArtigosMundo

Jesse Owens – O Atleta negro que humilhou Hitler

0
Jesse Owens - O Atleta negro que humilhou Hitler
Jesse Owens - O Atleta negro que humilhou Hitler

Conheça a história de Jesse Owens, um americano negro que humilhou Adolf Hitler.

Owens não foi um atleta qualquer, ele desafiou o genocida mais temido da história, derrubou as teorias racistas de Hitler usando o seu talento natural e sua determinação sem precedentes. 

Jesse Owens entrou para história , ele arrebentou a tese supremacista ariana sem precisar levantar os punhos, pois este talentoso atleta negro derrotou os nazistas nas competições esportivas.

O americano Jesse Owens correndo na corrida de 200 metros - um novo recorde olímpico - em Berlim, 4 de agosto de 1936

O americano Jesse Owens correndo na corrida de 200 metros – um novo recorde olímpico – em Berlim, 4 de agosto de 1936

Owens era um velocista que surpreendeu o mundo nos Jogos Olímpicos de Berlim durante o ano de 1936. Mas apesar de tudo isso, infelizmente ainda veio a sofrer os danos causados pela segregação racial dos Estados Unidos durante o periodo.

Hoje em dia é difícil compreender a dimensão das dificuldades que os negros enfrentavam durante o inicio do século 20. A vida de Jesse Owens já era difícil no próprio USA, e ao participar das Olímpiadas sediada na Alemanha nazista, os obstáculos se tornavam ainda maiores, levando-se em conta que o principal objetivo de Hitler durante os jogos era promover a ideologia do partido nazista, através da defesa da hedionda supremacia ariana. 

Mas o líder alemão não contava com a determinação e talento do jovem Owens, um neto de escravos que havia chegado para provar que os alemães estavam profundamente errados. Owens ganhou 4 medalhas de ouro e calou Hitler em frente de milhares de telespectadores.

Jesse Owens trouxe uma vitória esmagadora nas competições de velocista, e se tornou um dos maiores símbolos do combate contra o racismo e nazismo.

Quando Jesse Owens venceu a Alemanha, tinha apenas 23 anos de idade. Ele carregou no peito as medalhas de ouro das seguintes categorias:  200 metros rasos, 100 metros rasos, revezamento 4 x 100 m, e ainda quebrou o recorde mundial nas duas últimas categorias.

Jesse se torna campeão

Jesse se torna campeão

Com este resultado fenomenal, o jovem provou da melhor forma que as teorias arianas não passavam de balela, e com isto causou a fúria e humilhação de Adolf Hitler, que foi absolutamente derrotado em seu próprio campo.

E apesar da grande vitória de Owens, infelizmente ele continuou sofrendo racismo em seu próprio país, os Estados Unidos.

Hitler cumprimentou Jesse Owens?

Adolf Hitler parabeniza os atletas do arremesso de peso nas Olimpíadas de Berlim.

Adolf Hitler parabeniza os atletas do arremesso de peso nas Olimpíadas de Berlim em 1936, cumprimentando o vencedor da medalha de bronze Gerhard Stoeck, da Alemanha. Também, da esquerda: líder nazista Hermann Goering, Kurt Daluege (General de Polícia), medalhista de ouro Hans Woellke da Alemanha (centro), seguido pelo ajudante pessoal de Hitler Wilhelm Brueckner (meia-coberto) e (extrema direita) medalhista de prata Sulo Baerlund de Finlândia, em 2 de agosto de 1936. (Heinrich Hoffmann/ullstein bild via Getty Images)

Muito se fala sobre a questão de Hitler ter cumprimentado ou não o atleta após a derrota dos alemães na disputa de velocista. Apesar de alguns jornalistas da época afirmarem que Hitler se negou a cumprimentar Owens, o velocista relatou uma história um pouco diferente.

O próprio campeão Jesse Owens alegou que após descer do pódio, passou em frente da tribuna para chegar aos vestiários, e no caminho passou por Hitler, e o ditador acenou para ele como uma forma de saudação.

O acontecimento narrado por Jesse Owens é algo no mínimo inesperado, levando-se em conta a ideologia racista do líder alemão. Muito provavelmente o líder nazista tenha ficado tão conturbado com a derrota, que buscou disfarçar a frustração tentando fingir simpatia para Jesse Owens, afinal, se Hitler desrespeitasse Owens durante o evento, certamente escancararia sua frustração pela derrota.

Jesse Owens sofreu racismo em casa

A maior ironia de todas se dá pelo fato do grande campeão americano ter sofrido racismo em seu próprio país (Estados Unidos) após ter derrotado os alemães nazistas durante as olimpíadas. Owens não foi recebido pelo presidente americano Franklin Roosevelt, o qual realizou uma recepção apenas para os atletas brancos.

E então Owens fez um desabafo que impactou toda a história americana, afirmando ‘’Nem mesmo Hitler me esnobou, mas o presidente dos Estados Unidos da América me ignorou. Ele não me enviou nem mesmo um telegrama’’, Reclamou Owens.

Este fato é extremamente revoltante, é inconcebível pensar que o presidente dos Estados Unidos foi tão racista quanto os seus rivais alemães. E certamente esta falta de respeito com o campeão negro foi uma das maiores injustiças ocorridas na história do esporte americano.

Jesse Owens jamais será esquecido, hoje ele está eternizado como o herói negro que humilhou Adolf Hitler em seu próprio terreno, mostrando para todos que os nazistas e os racistas estavam completamente errados, e que os negros sempre foram talentosos e dignos de grandes conquistas!

Fonte

Clique para classificar este post!
[Total: 1 Média: 5]
felipeblazerz
Redator há mais de 3 anos. Felipe é amante da filosofia e da geopolítica.

    Tudo o que você precisa saber sobre uma arma de autodefesa

    Artigo anterior

    Operação Teardrop – A Última Batalha do Atlântico

    Próximo artigo

    Comentários

    Os comentários estão fechados.

    Mais Artigos