Curiosidades Militares

Pracinha relata como ‘Deus’, pessoalmente, salvou sua vida na Itália: ‘Falava português’

0
Julio Valle, ex-pracinha da FEB, relata como Deus salvou sua vida

Homem misterioso teria salvado a vida de quatro militares brasileiros na Itália, durante a Segunda Guerra Mundial.

Apesar do início dos embates da Segunda Guerra Mundial datarem de 1939, somente em 1942 o Brasil entraria no conflito, após declarar guerra contra a Alemanha nazista, de Adolf Hitler, e a Itália fascista, de Benito Mussolini, em represália a morte de 607 brasileiros durante ataques a navios brasileiros na costa do Atlântico.

Cerca de 25 mil soldados foram enviados pelo governo brasileiro para lutar ao lado das tropas aliadas na Itália, formando assim Força Expedicionária Brasileira (FEB), a única frente sul-americana a combater nos campos europeus no decorrer da Segunda Guerra Mundial.

Entre eles os enviados estava o pracinha Júlio do Valle, ex-combatente que atuou como padioleiro enquanto prestou serviços à FEB em solo europeu. Em entrevista concedida ao El País, em 2015, época em que estava com 93 anos de idade, o febiano contou sobre o dia em que teve sua vida salva por uma possível divindade.

Júlio Valle segura seu álbum de recordações da época da Segunda Guerra Mundial

Júlio Valle segura seu álbum de recordações da época da Segunda Guerra Mundial.

De acordo com Júlio, mesmo depois de décadas é impossível esquecer o rosto de Deus. O pracinha contou que à época do acontecimento estava lotado em Montese, no norte da Itália, e, em determinado dia aparentemente de paz, conversava com outros três soldados brasileiros em uma calçada quando tudo aconteceu.

“Ele nos pediu para entrar numa casa, porque era muito perigoso”, contou o ex-combatente. O pedido em tom de alerta vindo de um homem desconhecido seria a salvação dos quatro militares. Poucos minutos após entrarem em uma cobertura, a calçada onde antes conversavam seria destruída por uma bomba.

“Ele falava o nosso português e nunca o tínhamos visto. Quando saímos da residência só havia muita poeira e o cheiro forte de pólvora”, afirmou Júlio, explicando ainda que após a explosão o homem que havia salvado suas vidas simplesmente sumiu, quando então se deram conta de que sequer haviam visto sua chegada.

Parte do álbum de recordações do ex-combatente Júlio Valle

Parte do álbum de recordações do ex-combatente Júlio Valle da época em que serviu à Força Expedicionária Brasileira.

Com os olhos em lágrimas em meio a entrevista, o ex-combatente então afirmou que após o incidente ele e seus três colegas de farda não tiveram dúvidas do que havia acontecido. “Chegamos à conclusão de que era Deus”.

Clique para classificar este post!
[Total: 0 Média: 0]
Higor Mendes
Redator com cinco anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.

    O poder dos Drones de Guerra

    Artigo anterior

    Putin é um Ditador Comunista ou um Czar?

    Próximo artigo

    Comentários

    Os comentários estão fechados.