ArtigosHistórias Bizarras

Unidade 731: Uma Auschwitz do Japão

0
Unidade 731 Auschwitz: Japão
Unidade 731 Auschwitz: Japão

Conheça tudo sobre a unidade 731, ficou conhecida como Auschwitz do Japão

Esta Unidade Secreta representa a maior de todas as atrocidades do oriente. Um segredo que o Japão gostaria de apagar da história, para que seu passado deixasse de manchar as lembranças nipônicas.

O que era a Unidade 731?

A Unidade 731 trabalhava com o desenvolvimento de armas biológicas, e servia o exército japonês que promovia experimentos humanos durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa, entre os anos de 1937 e 1945, a qual fazia parte da Segunda Guerra Mundial.

Eles se instalaram em Pingfang de Harbin, localizada na China, na época a região estava sendo fortemente afetada pelos japoneses, e eles foram responsáveis por inúmeras atrocidades contra o povo chinês.

Unidade 731

Unidade 731

O nome oficial da unidade era conhecido por ‘’Departamento de Prevenção de Epidemia e Purificação de Água do Exército Guangdong’’. A unidade foi chefiada pelo general Shiro Ishii, e a instalação foi erguida entre 1934 e 1939, passando a ser conhecida por Unidade 731 em 1941.

Unidade 731: Número de Vítimas

Há historiadores que afirmam que em torno de 250.000 crianças, mulheres e homens foram vítimas de experimentos humanos realizados pela unidade 731. Ou seja, neste número não estão incluídas as vítimas de outros locais, como por exemplo a Unidade número 100.

A grande maioria dos cobaias usados pelos japoneses eram chineses, enquanto uma pequena parte das vítimas eram de origem soviética, coreana e mongol. A unidade 731 recebeu apoio do governo japonês até o fim da guerra em meados de 1945.

Infelizmente os responsáveis pelas atrocidades não foram julgados pelos seus crimes de guerra, pois receberam imunidades dos Estados Unidos em troca da realização de alguns dos seus interesses, uma das moedas de troca que os EUA pediram para fornecer a imunidade foi a entrega de dados e resultados dos avanços científicos e dados de armas biológicas obtidos através de experimentos humanos.

Os poucos pesquisadores que caíram nas mãos dos soviéticos foram julgados em 1949, eles possuíam mais interesse em julgar tais atrocidades pelo fato de que haviam soviéticos na lista de vítimas dos experimentos.

As informações obtidas pelos EUA passaram a ser utilizadas no programa de guerra biológica americano. O Ocidente preferiu ignorar todas as atrocidades japonesas, por conta de que as vítimas eram chinesas e não eram bem vistas pelos americanos, e por conta dos interesses econômicos que os EUA possuíam em realizar um acordo de imunidade ao Japão.

Guerra Biológica: O maior pesadelo da humanidade

Houve um tempo em que o desenvolvimento de armamentos biológicos estava em constante alta, e inúmeros países financiaram este tipo de desenvolvimento. Mas a unidade 731 foi longe demais, utilizando pessoas vivas como fonte de experimentos. Eles chegaram a testar diversos componentes químicos nos chineses, sem nem ao menos saber o nível de dor e sequelas que poderiam gerar. Inúmeras vítimas foram torturadas nestes experimentos, e o nível de atrocidades geradas nesta unidade era comparável a Auschwitz, apesar de ter sido um incidente acobertado por grande parte do ocidente.

A unidade 731 empregava cerca de 3.000 cientistas e médicos, e havia 20.000 funcionários em atividade no estabelecimento. Entre os armamentos químicos empregados havia uma grande diversidade, utilizaram até mesmo doenças como Cólera, Anthrax, Tifo e Peste Negra.

Eles contaminaram mais de 2000 chineses com doenças letais, além de terem utilizado tecnicas de tortura com gás mostarda, enregelamento e diversos outros meios crueis.

Este acontecimento gera inimizade entre Chineses e Japoneses até os dias de hoje, foi um trauma que manchou a história, e a dor prevalece entre o povo chinês até hoje. É um passado que os Japoneses gostariam de apagar, pois os manchou da mesma forma que Hitler contaminou a história Alemã. Foi um verdadeiro mar de sangue sem precedentes.

Conheça Aníbal Barca, um dos homens mais temidos da história!

Clique para classificar este post!
[Total: 1 Média: 5]
felipeblazerz
Redator há mais de 3 anos. Felipe é amante da filosofia e da geopolítica.

    Principais armas utilizadas na Primeira Guerra Mundial

    Artigo anterior

    10 Curiosidades Sobre a Guerra do Paraguai

    Próximo artigo

    Comentários

    Os comentários estão fechados.

    Mais Artigos